quarta-feira, 20 de maio de 2020

Oráculo

Gurlanda entre o Céu e Terra(aquarela de Ana Coeli)
Sete,sete anos...
Oráculo do tempo
O mistério
Abri o livro da vida
e vi!
Todas as lembranças
envoltas em fino papel,
miragens etéreas,
entrelaçadas 
Bordadas em branco linho
No dilúvio em lágimas de saudade.














quinta-feira, 14 de maio de 2020

Orbitas contrárias

Imagem do google

Eram dias tão breves e 
no entanto, tão eternos
 Cada dia uma cor
uma saudade
 uma lembrança...
uma dança
um rodopio no tempo
singramos no espaço
e giramos , giramos em  orbitas contrárias, longe ,
longe, muito longe...


domingo, 29 de dezembro de 2019

Nunca mais

Edward Hopper - imagem do googlr
A réstia do sol  dançava em meus olhos atônitos
rasos d`agua.
Uma dor surda
Um redemoinho
sopra o pó do tempo.
Quisera capturar todas as lembranças mas elas se dissolviam em rios de lagrimas no oceano do nunca mais...

Ana coeli













r








sábado, 30 de novembro de 2019

Fluxo da Vida.

Foto de Ana Coeli. 


Paleta de cores aquarela o céu  
 toda a vida se eterniza
No nascer e morrer do Sol
No brilho das estrelas
No sal da terra
No vento nas àrvores
No barulho do riacho
Nas flores se abrindo
No riso das crianças
No triste olhar dos animais
Na sifônia dos pássaros
No orvalho das ondas
no fluxo das marés...
Nascer, morrer e renascer...


quinta-feira, 31 de outubro de 2019

domingo, 29 de setembro de 2019

Lavadeira

Lavadeiras, 1943 - Candido Portinari
Cándido Portinare
Lava , lava , lavadeira
assim elas cantavam 
Assim o rio respondia
em seu murmúrio solene

Lava, lava, lavadeira
assim elas cantavam 
Assim o vento  zunia
 em seu zunido solene

Lava, lava, lavadeira
assim elas cantavam 
Assim  o sol clareava 
em seu alumiar solene. 

Lava, lava , lavadeira
assim elas cantavam
Assim o tempo parava 
em seu momento solene.



quarta-feira, 31 de julho de 2019

O som sagrado

Jardim da Infância
Por do sol, momento solene, um  mistério na transição da luz
Lusco fusco
Pratyahara  da natureza
Gotas de sándalo
Dançam
Ecoa em dimensões 
O sagrado OM